Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

Como o Instagram está a mudar a forma como viajamos

12.01.19

instagram-viagem.jpeg

Não é exagero meu, nem muito menos quero estar aqui armada em velho do Restelo, até porque de todas as redes sociais, o Instagram é, de longe, a minha queridinha.

Contudo, para o bem e para o mal, é muito óbvio que o Instagram está a mudar a forma como viajamos. Ora vejam:

 

1. Sessões fotográficas em viagem

Ando aqui pelas Ásias e posso garantir-vos que sessões de fotografias durante a viagem são uma coisa. Aliás, a primeira vez que o vi, foi em Lisboa, com uma família fofinha a fazer uma sessão em plenas férias.

 

2. Tours Instagram

Se há uns que fazem sessões fotográficas, há os que são mais específicos e se dedicam a fazer tours Instagram. Se não sabem o que é, eu passo a explicar: Quem participa nestas tours, é levado aos locais mais fotografados de um dado destino. Durante a viagem, os participantes são instruídos sobre os melhores ângulos e horas (por causa da luz), para tirar fotos que lhes garantirão mais Likes no Instagram. Juro-vos que isto é uma coisa. Fica aqui um exemplo que encontrei no GetYourGuide: Excursão Instagram em Bali: As Mais Incríveis Paisagens

 

3. Visitar lugares desconhecidos

Obviamente que no Instagram há filtros e tudo o que é mau (multidões, cheiros, trânsito, caos, etc.) não vem na fotografia. Ainda assim, o Instagram tirou vários lugares do anonimato. Contudo, será que as pessoas que lá vivem apreciam essa popularidade?

 

4. Explorar locais novos mesmo aqui ao lado

Este ponto está associado ao anterior e eu, por exemplo, faço sempre isso. Quando chego a um novo local, vou cuscar o Instagram alheio e é frequente perguntar onde é ou ir pesquisar quando um local me desperta atenção. À custa disso, já descobri lugares catitas e é sobretudo útil com restaurantes, por exemplo.

 

5. Expectativa vs realidade

expectativa-realidade-viagens.jpg

O Instagram é um mundo de filtros e de realidade maquilhada, como referi. Logo, a realidade não é bem assim. O céu do Taj na Índia não é azul clarinho e as filas para subir e descer num comboio em Cinque Terre, implicam muito inspira e expira.

 

6. A preocupação com o visual

Como vos disse, ando há meses pela Ásia e se vocês acham que nós somos agarrados a um telemóvel, têm de vir aqui. É de loucos! E se há anos, se via a gente a viajar relaxada, ao melhor estilo backpacker, com a mesma camisola dias seguidos; agora, o jogo mudou. E nisto, elas ganham: lindas, de vestidos esvoaçantes e super maquilhadas.  Hoje em dia, dá para ver pelo look quem é a influencer de Instagram.

 

7. Esperar (muito) para tirar uma fotografia

buda.png

Recordo-me que estava em Ayutthaya, a poucas horas de Bangkok, num complexo de templos e que tem uma fotografia muito conhecida: a de uma cabeça de um Buda, que depois de cair/ser saqueado, acabou presa e integrada num conjunto de raízes de uma árvore. A dado momento, dei por mim a pensar: "será que já passei por ela e não a vi?" Metros à frente, havia um aglomerado louco de turistas, o que me deu a resposta ao que eu precisava, pois seguramente era ali estava ela. E estava. E o horror que foi para conseguir uma foto?

 

8. Gente que tira 2732 fotos

Tirar fotografias fica ainda mais difícil quando há aquelas pessoas que tiram 10 e 20 e 30 fotografias. E, note-se, até terem a foto que gostem, não saem do local. Ali ficam, pedindo mais e mais ao parceiro/parceira até conseguirem a foto perfeita.

 

9. Gente que viaja só para a fotografia

instagram-em-viagem.png

Tenho visto muita gente que parece que na verdade só está ali para dizer que sim, que esteve. Talvez haja uma verdade quando se diz que as redes sociais criaram uma geração mais narcisista e com uma necessidade louca de ter tudo agora e já, de forma imediata. As pessoas parecem mais preocupadas em postar fotos, do que a realmente conhecer o local e a interagirem com os que ps rodeiam. O que, em boa verdade, é a melhor parte da coisa.

 

10. Morrer pela fotografia

Embora não haja estatísticas ou se há eu não encontrei; já li diversos casos de pessoas que morreram para tirar uma foto e até para recriar uma determinada imagem de Instagram. Juro que não é brincadeira. Como a história de uma norte-americana, que morreu no Grand Canyon, pois enquanto postava uma foto, caminhou fora do trilho.

Pessoas Instagram: Essa nova espécie

04.12.18

pessoas-instagram.png

 

Estou na Tailândia, rodeada de pad thai e paisagens bonitas. Hoje estive na água e apreciar as pessoas - eu sou pessoa que gosta muito de ver pessoas. Esta manhã, de uma outra ilha, chegou um grupo que veio visitar a minha ilha (bandidos!). Ou seja, eram pessoas que sabiam que iam estar num sítio bonito, durante um curto espaço de tempo, antes de ter de subir para o barco e ir ver coisas bonitas noutro lado.

Foi neste contexto, que me pus a observar, dando atenção às Pessoas Instagram, chamemos-lhe assim. As Pessoas Instagram são fáceis de identificar. Primeiro, porque andam com telemóvel e câmara fotográfica atrás - e sempre conectadas. Além disso, as Pessoas Instagram mesmo que estejam na praia, no meio da areia e a viajar de barco, andam sempre bem maquilhadas e penteadas. Sempre chiques. Se são mulheres, trazem sempre uns brincos e umas pulseiras. Havendo uma clara preferência por vestidos mais ou menos longos e esvoaçantes. Já os homens, talvez um relógio. No caso dos homens, o destaque vai para o cabelo - mesmo que seja um penteado despenteado - e, claro, óculos de sol.

Outra característica das Pessoas Instagram é que elas têm olho. "Olho" para descobrir onde se tiram as melhores fotos, que é como quem diz os locais mais Instagramáveis. E o que fazem elas? Elas ficam, elas monopolizam. Que se lixem os outros.

Há ainda que ter em conta, que a maioria das Pessoas Instagram não opera sozinha. Elas têm um ajudante que lhes tira fotos - por norma, a pessoa com quem estão numa relação. Apesar da pessoa estar ali para elas e com elas, a fotografá-las, ora de joelho no chão, ora deitado na areia de máquina levanta; as Pessoas Instagram são implacáveis. Elas pedem para ver as fotos e só e apenas quando há uma fotografia, entre as 2234 tiradas, em que elas estão catitas é que elas esboçam um esgar de satisfação. Se nenhuma foto ficou bem pois, temos pena: nova sessão fotográfica.

E é vê-las, às Pessoas Instagram, a fazer peito, a encolher a barriga, a olhar para o infinito, mão na anca, dobrar o joelho e outras poses que todos já vimos e sabemos de cor. No caso da praia, há ainda espaço para outras poses, como o clássico rebolar na areia ou de barriga para baixo a dar às perninhas. Um clássico, quase ao nível da foto "eu estou a olhar para ali, nem sabia que me estavam a fotografar".

Adoro pessoas!

 

Se gostam de Pessoas Instagram tanto quanto eu, vão amar esta conta de Isntagram.

Passenger Shaming: o melhor Instagram de sempre

05.10.16

O que eu já me ri! Já levei as mãos à cabeça e até já guinchei "não, não é possível!".

O Instagram Passenger Shaming (no Insta: passengershaming) reune várias fotos de passageiros em viagens de avião... como dizer, menos próprias! De pés a invadirem o banco alheio, sujidade ou roupas estranhas, aqui há de tudo mesmo! Shame on you, passageiro sem vergonha!! Aqui ficam algumas:)