Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

O que ninguém nos conta sobre ter um bebé

12.02.21

verdadessobre-ter-um-bebe.png

Tenho para mim que ou os pais têm memória curta e passado anos só se lembram do bom ou são todos uns valentes mentirosos! Raro é o pai ou a mãe que, passado anos, diz algo negativo sobre o seu bebé. Pior ainda, quando anos se passam.

Por isso, pessoas que vão ter um bebé, aqui ficam algumas verdades bem verdadeiras!

 

Amamentar pode doer - e é cansativo

Sim, amamentar é importante, mas caramba: também pode doer e ser uma m*! E uma vez resolvido o problema - sim, (por vezes) dá para resolver - pode também ser muito cansativo e/ou não dar gosto/prazer nenhum. São horas e horas e horas de mamas de fora. Se têm sorte, falamos de mamas para fora a cada três horas. Digo “sorte”, porque muitas vezes os intervalos podem ser menores. Ou isso, ou apanharem um bebé que não mama/pega bem. Ou que tenha refluxo. Ou que… Enfim: muitas coisas podem mesmo tirar toda a magia da amamentação.

Por isso, se amamentam, tudo muito bem. Se dão fórmula, tudo muito bem na mesma. Que se lixe a opinião dos outros!

Também ninguém nos diz que durante a amamentação não há perfume que nos valhe: tudo cheira a leite! TUDO!

 

Mães: as noites podem ser muito solitárias 

Mesmo que tenham ao vosso lado um pai decente, dos que muda fraldas e acorda para adormecer a criança (para muitos é o tal “super pai” com o qual temos, nós mulheres, muita “sorte em puder contar” pffff); a verdade é que se estão a amamentar, não há muito que ele possa fazer. Não mesmo. 

Por esta razão, consigo entender muuuuuito facilmente que entre o cansaço, as hormonas e/ou a privação de sono, muitas mulheres desenvolvam um ressentimento face ao pai da criança! Até, porque não é só alimentar. Depois vem o arroto, a fralda, o voltar a colocar a dormir…. E tudo para repetir tudo horas depois!

 

Sobre os bebés que dormem toda a noite

Não há nada mais bebé do que lutar o sono. Mal pode com os olhos abertos e os bocejos sucedem-se, mas ele insiste e persiste em querer ficar acordado! E em acordar, por vezes, de hora a hora!

Apesar disto ser a regra e das coisas mais bebés que um bebé pode fazer, anos mais tarde todos os pais parecem-se esquecer disso! E do duro que é, sendo a privação do sono uma coisa real e que física e psicologicamente acarreta sérios problemas! Sim, há bebés que dormem a noite toda, mas isso não é regra. É tipo o Euromilhões dos bebés!

 

Podem ficar ricas...

… se cobrarem 1€ por cada vez que  ouvem um “no meu tempo não era assim” ou “eu com o meu José Maria fazia X” e entre tantas outras opiniões indesejáveis ou inúteis.

Não me levem a mal, opiniões e conselhos são muito bem-vindos. Contudo, há uma linha entre a opinião que ajuda e é construtiva e a que destrói uma mãe e um pai por completo. Também não sou das que acha que os pais é que sabem. Todavia, sejamos francos: quando os pais se queixam de que o puto berrou durante três horas sem parar, 99% das vezes, eles já confirmaram que o bebe não tem fome, nem a fralda suja, etc.

Também é muito diferente dizer “já consideraste aquecer o lençol do berço para o bebé não acordar?” de “vais estragar a criança por andar sempre come ela ao colo”!

Ah: e por cada “estragar a criança”, cobrem dois euros!

 

Bebés são como gajos de Alfama, mas mais barulhentos

A sério: quanto barulho, sobretudo a dormir, pode fazer uma coisa tão pequena?! Não falo de ressonar, falo mesmo de ruídos variados e altos - muito altos?!

Além disso, como é possível que uma coisa tão pequena peide (pardon my French) tão alto e cheire tão mal? O mesmo digo dos arrotos!

Enfim: só lhes falta vir com um palito e a gritar “Benfica” para serem os verdadeiros “gajos de Alfama”.

 

Sai demonio

Se, por vezes, os sons que lhes saem são bem demoníacos, o exorcismo fica completo quando adormecem, fecham os olhos e os entreabrem, sendo possível ver a parte branca a rolar - MEDO! Sobretudo à noite, quando está tudo às escuras e só se vê aquele branco de um lado para o outro.

 

Rotina

Ter um recém-nascido em casa é excitante, mas convenhamos, nada é mais rotineiro do que um bebé: eles dormem, comem, arrotam e há fraldas (muitas!) para mudar. Isto várias vezes por dia. Durante muitos dias! 

Progressivamente, a coisa vai melhorando, no sentido em que eles vão crescendo e há mais interação, mas até lá os dias são uma sucessão de rotinas, com os sábados a serem iguais às terças! 

 

Bebés são seres manhosos - e em constante mudança

Pais: assim que descobrem algo que funciona, o sacana do bebé troca-vos as voltas! Pumbas! Deixa de funcionar! Bebés estão sempre a mudar. Hoje não gostam de chupeta e passado cinco dias é a sua melhor amiga. Agora chora com a musiquinha e semanas depois, só se acalma assim!

Por isso, há que ser flexível e estar sempre disposto a mudar e a experimentar coisas novas.

 

E por aí, que coisas é que descobriram quando levaram o bebé para casa?

12 comentários

Comentar post