Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

Eu não quero ser "a mulher zangada"

mulher-zangada.jpeg

 

Recentemente, tive um problema no trabalho. E eu sei que tinha e tenho razão. No final do dia, para quem manda, isso pouco ou nada importou e a decisão deles prevaleceu.

Ainda assim, achei que seria bom e correcto, escrever um email sobre isso. Relatando toda a situação e apontando o que, a meu ver, não correu bem.

Escrevi o email muuuita cuidadosamente. Pedi segundas opiniões. Mudei aqui, decorei acolá. 

A minha preocupação era não parecer a histérica, a mulher zangada. E porquê? Porque queria ser levada a sério - das oito pessoas a quem enviei o meu email, apenas duas eram mulheres. Se fosse um homem, numa situação igual, muito possivelmente, ele seria visto como determinado. Um trabalhador que vai direto ao ponto. Todavia, como mulher, o meu medo é logo ser vista como a histérica. A pessoa que não sabe acartar decisões, só porque não vão ao encontro do que ela quer/acredita/espera. 

4 comentários

Comentar post