Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Direito à tristeza

tristeza.jpg

 

Não sei se é efeito das redes sociais e do momento que vivemos, mas parece-me sempre que chorar, ficar triste, ter raiva, sentir frustração, etc. são sentimentos pouco aceites! Há uma pressa, dos que nos rodeiam e do mundo, para "recuperar":

“Para de chorar!”

“Toma um valium!”

“Sai de casa!”

“Vais ver que isso passa!”

 

Enfim! Claro que passa! Tudo passa! Mas pelo meio há o direito ao luto, à raiva, à decepção e à tristeza! Deixem-nos e deixem-se ficar tristes! Deixem os outros ficar tristes. Dêem-lhes espaço para chorar, gritar e/ou optar pelo silencio.

Se não vivemos a tristeza em pleno, como vão saborear a alegria, as felicidades e as conquistas?

2 comentários

Comentar post