Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

As razões pelas quais EU gosto de viajar

gostar-de-viajar.jpg

 

A propósito de um post antigo meu, sobre pessoas que não gostam de viajar, recebi o seguinte comentário:

 

"(...) Mas eu estou tentando entender porque tantas pessoas gostam. Entender porque elas gostam. O que os motiva? Porque na maioria das vezes eu só vejo inconveniências. Nenhum glamour.
Das poucas viagens que fiz só me lembro de coisas ruins. Torre Eiffel, com elevadores quebrados, aqueles franceses mal educados/grossos! Etc."

Era para responder no comentário, mas resolvi tornar a resposta em post e aqui vão, as razões pelas quais

Eu gosto de viajar

 

Eu gosto de viajar, porque gosto da aventura, do novo, do inesperado! Gosto de ver coisas bonitas e feias e gosto sobretudo de conhecer e de aprender. Ver o Coliseu pela primeira vez, emocionou-me ao ponto de me deixar com uma lágrima no canto do olho. O Taj Mahal ainda hoje me faz sorrir quando penso o belo que é. Quanto ao Machu Picchu, poucas coisas devem ser tão lindas no mundo! E menos ainda nos farão sentir como quem tem 5 anos, como um safari na África do Sul - e poderia continuar!

Mas eu não viajo só pelos sítios. Viajo pelas pessoas. Gosto muito de pessoas e, nesse sentido, gosto de olhar para elas, de tentar entender as suas vidas e o que pensam ou sentem. Gosto de detalhes e gosto de Histórias de conquistas e de superação, mas gosto mais ainda de histórias do dia-a-dia e da vida comum. Quanto mais viajo, mais eu gosto de pessoas e de falar com elas!

Gosto de viajar, porque me faz sair da zona de conforto e porque isso faz de mim uma pessoa mais empática, mais tolerante e menos caprichosa, queixinhas ou egoísta. Gosto de contrair a tendência de que só o que eu conheço é que é bom. E gosto da aventura, do imprevisto.

Não viajo pelo glamour, até porque quando viajo, posso até gastar dinheiro num bom restaurante, mas não em boas camas. O meu capricho máximo é água quente. Aliás, eu gulosa me confesso, viajo também porque gosto de comer! Gosto muito de comer.

E depois há o lado saudável. Eu, uma preguiçosa nata, em viagem sou super activa. Acordo cedo sem rabujar e transporto mochilas sem dores de costas. Sim, viajar faz(-me) bem à saúde. E faz-me feliz. Sinto-me verdadeiramente feliz, sem ter de trabalhar, horários, reuniões ou rotinas de casa-trabalho/trabalho-casa. No fundo é isto: eu gosto de viajar, porque me faz feliz!

2 comentários

Comentar post