Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Acabou-se a Garraiada na Queima de Coimbra

garraiada.png

 

Na terça-feira foi feito um referendo na Universidade de Coimbra sobre que destino dar à Garraiada.

Para quem não sabe, a Garraiada é uma das actividades da Queima das Fitas de Coimbra que consiste ir para a Figueira da Foz, para a Praça de Touros e ter estudantes, muitos bêbados, a fazer pegas a um touro. Perdão, a um tourinho. A um bezerro. Um touro bebé. Ou seja: putos bêbados a brincar aos toureiros!

 

Como nem todos somos como a Assunção Cristas, que olha para uma tourada como quem vê um bailado (sabe deus que drogas ela toma!!), esta é uma das actividades da Queima de Coimbra que mais polémica causou.

Nunca fui à Garraiada, pela mesma razão que não vou a touradas, nem monto elefantes, nem vou tirar fotografias a tigres: deixem os bichos em paz, na vidinha deles.

 

Agora a Comissão Organizadora da Queima, organizou um referendo e contados os votos, 70% disse que não, ponham fim à coisa, que a coisa não é fixe. Menos ainda para ser financiada e patrocinada. Estamos no séculos XXI, portemo-nos como tal e usem esse dinheiro para coisas boas - dar cerveja à malta ou, vá, financiar bolsas de estudo - assim na loucura!

O resultado é bom, triste é saber numa universidade, como a Universidade de Coimbra que conta com cerca de 24 mil estudantes, apenas 5.638 votaram. Enfim: assim vai a democracia! Votação feita, decisão respeitada, Garraiada abolida. Fosse tudo assim tão fácil na nossa vida

2 comentários

Comentar post