Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens.

A ter pesadelos com a seríe Handmaid's Tale

Handmaid's Tale.png

 

Li o livro "Handmaid's Tale de Margaret Atwood há já algum tempo e gostei muito! Mais tarde soube que ia dar serie e fiquei contente, porque "sim, senhor, ali está uma história com muito potencial".

Entretanto, como pessoa a viver em Berlim, sem poder fazer downloads e pouco ou nenhum acesso a outros canais, ainda não tinha visto a série - até agora. Que maravilha, senhores! Tudo bom e em bom. E cheia de pequenos gestos e detalhes mínimos - e eu aprecio isso!

Ainda mais porque (e ainda só vou no 6º capítulo) há uma profundidade na série que o livro não atinge com algumas personagens. Assim como há muitos desenvolvimentos que nem ocorrem no livro.E se muitas vezes, isso incomoda, agora não. Agora é uma coisa fixe. E boa. E interessante, ainda mais porque muitas daquelas questões iam-me passando pela cabeça, enquanto lia o livro.

 

Obviamente que o tema é perturbador: o mundo está poluído e tóxico e não há crianças. Uma nova força política e fundamentalista reina e cria um sistema totalitário, onde as (poucas) mulheres que tiveram filhos são obrigadas a trabalhar como criadas e são violadas, com o intuito de parir. Muito perturbador, ainda mais, porque há muitos pontos que podemos já relacionar com a realidade e o mundo que vivemos - também pelo terrorismo político e fundamentalistas maluquinhos.

Há dois dias que tenho pesadelos com a série.

O primeiro foi que me obrigavam a escolher entre ser uma criada, vestido vermelho, ou  uma Tia, de vestido castanho. Acordei aflitissima com aquilo. O sonho desta noite já nem me lembro bem, mas estava relacionado com a resistência. Aiiii, aguenta coração... e ainda faltam quatro episódios! E a segunda temporada começa em Abril! Ai!