Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Trabalhar e ter filhos

 

No outro dia, aqui no Sapo, um blogue contava que o patrão lhe disse, não sei se meio a sério ou meio a brincar, que se engravidasse não lhe renovaria o contrato.

No outro dia, tive uma entrevista para Portugal e em menos de cinco minutos lá vieram as perguntas: "tem filhos? Pensa ter? Casada? Solteira? Com namorado?". Fiquei logo com azia - e fiz por comunicar a minha azia.

 

Este é um tema que com muitas amigas tenho falado e discutido nos últimos tempos. É certo que não é normal, nem ético ou legal, perguntar a um entrevistado este tipo de perguntas. Todavia, depois dos 28, nas entrevistas de trabalho, muitas mulheres começam a sentir a pressão do "já pariste, vais parir ou estás para parir". E mesmo que ninguém nos diga na cara, "temos pena, mas não estamos para dar trabalho a mães ou a pré-mamãs", a verdade é que sabemos que a coisa está lá. Que a coisa existe de facto e nos (às mulheres) limita a vida e as opções e, mais importante, as oportunidades. 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2