Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Queres ir ao Taj Mahal?

Taj Mahal, Agra

Vale a pena?
Durante a minha viagem pela Índia, conheci quem tivesse optado por não viistar o Taj Mahal (TM), porque era "muito turístico" ou demasiado valorizado. Erro gordo! Óbvio que é muito turístico, mas merece totalmente uma visita. O TM é, como dizer, perfeito! Simetricamente perfeito. Harmonioso! Eu entendo quem vá a Roma e não veja o Papa, mas ir à Índia e não ir ao TM... isso não!


Agra, Índia

Como ir?
O TM está em Agra. E apesar ou talvez por causa disso, Agra é uma cidade feia, suja, triste, cheira mal e uma desilusão. Muita gente chega para ver o TM e vai-se embora - eu passei uma noite. Cheguei de Varanasi e depois fui para Jaipur e fui de comboio (que funcionam de maravilha e são super pontuais!). Mas como dizia, dá perfeitamente para ver num dia e ir embora.


Paga-se?
Sim, paga-se - mil rupias! Porém, há sexta-feira (o dia santo) e antes as 9h00 é gratuito, porque é a hora da oração - não esquecer que o Taj está entre duas mesquitas. Eu tive sorte e assim que cheguei ao hostel, os donos disseram-me isso e fomos logo a correr para o TM.


No Taj 
É outro daqueles locais que não dá para parar de tirar fotografias! Quanto mais nos vamos aproximando, mais deslumbrados ficamos. Os jardins e todo o espaço está super bem cuidado e tem bastantes banquinhos. Para entrar no TM, temos que tirar os sapatinhos.
A parte de dentro com os túmulos também pode ser fotografada e o mais engraçado é ver os indianos a atirar dinheiro para dentro do recinto onde estão os túmulos e ver que há um responsável de cócoras que vai colectando todo o dinheiro de forma discreta e que está ali mesmo no cantinho.
Em duas horas o local está visto!


E o céu azul?
Esqueçam! Agra é muuuuito suja. Cheira muuuuito mal! E é também uma cidade com alguma indústria e, claro, imensa poluição. Isso do céu azul é a única coisa que é photoshopada.

Ah e tal e o nascer do sol?
Pois, não sei! Não tive essa sorte, porque cheguei a Agra com o sol posto e quando o sol se pôs, o TM já estava fechado. Vi fotos lindas pela Internet, assim que acredito que seja possível. É ter sorte!


Posso levar qualquer tipo de roupa?
Sim, sem problema! Aliás, como em toda a Índia. E como em toda a Índia, grandes decotes são de se evitar. E há que ter em mente que o Taj é um mimi-cemitério e que tem duas mesquitas, uma delas com intensa e constante actividade.

Forte em Agra

Que mais posso fazer em Agra?
Sinceramente, não muito! Há um forte bastante popular, mas pediam imenso dinheiro para turistas e optei por não ir. Dei uns passeios à volta do forte e fiquei impressionada com a sujidade - eu sei que me estou a repetir! Mas foi mesmo dos locais mais sujos que vi na Índia.
O meu tempo passei-o à conversa com as pessoas de lá: o dono do hostel, que fazia massagens e lia o futuro; o condutor de tuk tuk, que nos levou a passear, em troca de entrarmos em duas lojas e ainda nas festas do bayran - a festa do sacrifício, celebrada pelos muçulmanos. E verdade seja dita, que é muito bonito olhar para o horizonte e ver sempre uma pontinha do TM por ali... mesmo que o céu seja cinzento!
Ah, aconselho vivamente um bom repelente! Há noite há mosquitos por todo o lado!

2 comentários

Comentar post