Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Paga os impostos, Cristiano

Captura de ecrã 2017-06-14, às 10.11.11.png

 

Ontem saiu a notícia que Cristiano Ronaldo foi acusado de fraude fiscal em Espanha, qualquer coisinha como 14,7 milhões de euros. Diz-se que além de uma multa de 28 milhões, ainda existe a possibilidade de prisão efectiva.

 

Vivi cinco anos em Madrid e esta suspeita não é nova. Já há muito que a Autoridade Tributária em Espanha anda a investigar Cristiano Ronaldo e outros jogadores de futebol - o Messi e o Neymar já foram acusados. Como pessoa que pagou taxas, impostos e afins às Finanças Espanholas, o que sempre me chateou foi saber que as taxas de imposto que pagava eu e um jogador de futebol do Real de Madrid ou do Barcelona eram exactamente as mesmas. Saber (em caso de culpa) que, ainda por cima, não as pagam, deixa-me, como cidadã, fula.

 

Se o Cristiano sabia ou não, não me importa. Isso terá ele de resolver com quem lhe trata das contas. E, claro, terá de responder à Justiça.
Eu tenho contabilista, rezo todos os dias aos santinhos para que ele não cague em nada, pergunto e tiro dúvidas, preocupo-me - e, no meu caso, preocupo-me em pagar tudo o que tenho a pagar, pois a minha receita líquida não requer grandes cuidados ou investimentos. Se vier o Fisco, eu, pessoa adulta, sou a responsável. A cara é minha, o nome é meu, as multas são minhas, assim como as consequências. Não vai ser o contabilista a responder por mim, certamente.

 

Ainda assim, o que mais me custa a entender é a cegueira das pessoas. Até onde vai este amor incondicional, quase tão irracional como um de um pai/mãe para com um filho, que começa a alegar invejas, teorias da conspiração e afins, na defesa do seu menino. Não compete a nenhum de nós julgar, isso é trabalho dos tribunais, mas (convenhamos) menos.

 

Quer Espanha, quer Portugal são países com uma intensa (e sem fim à vista!) cultura de corrupção. Mover processos contra este tipo de figuras, investigá-los e construir casos não é fácil - e o raio da Lei que nunca mais muda! Sobretudo, quando são estas super-estrelas-famosas-intocáveis protegidas por um lobby tão gigante como o do futebol - e até da política, no caso do Real de Madrid. Não deveríamos estar um pouquinho satisfeitos, não pela desgraça alheia, mas por ver a Justiça a avançar?!
Por que raio em praça pública, os impostos do Cristiano Ronaldo e do Benfica são diferentes dos do Passos Coelho, do Ricardo Salgado ou do Sócrates?

 

Não pagar os impostos é feio, é crime.
Esquemas de lavagem de dinheiro é mesmo muito feio e é um crime ainda maior.
Ter tanto dinheiro e praticar tudo isso, ultrapassa o criminoso, é imoral.

83 comentários

Comentar post

Pág. 1/2