Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Os transportes em Berlim

Ich bin ein Berliner

 

Quem vem viver na Alemanha, assim que chega aprende duas coisas:
1. Não fazer downloads - sim, aqui as multas chegam a casa. Mesmo com o streaming é preciso ter muito cuidadinho. E, note-se, por multas falo de 500 e mais euros.

2. Não usar transportes públicos sem pagar.


Em Berlim, entra-se e sai-se do metro e do autocarro, sem que seja preciso passar por qualquer tipo de cancela. Mesmo no autocarro, em teoria, deve-se mostrar o bilhete, mas isso nem sempre acontece a maioria dos motoristas, nem quer saber!

A verdade é que desde que vivo em Berlim, já passaram mais vezes por mim revisores do que em todos os anos da minha vida! Os senhores do BVG, sistema de transportes públicos de Berlim, não anda fardado, nem identificado. Do nada, lá se levantam eles, sacam da maquineta e alaaaaaa, vistoria a todos. Quem não tem bilhete, fica sinalizado na hora e saem na companhia dos revisores na estação seguinte. Já vi isto a acontecer e não há guinchos, berros, nem protestos. Tudo feito na máxima descrição e tranquilidade. Já lá fora, passa-se a multa, mostra-se uma identificação e ou se paga na hora ou se paga online ou num balcão BVG em duas semanas. 60 euros. Sim, a multa é de 60 euros!

 

Também eu já fui multada! Eua qui tenho passe e os dias são flexíveis, ou seja, não vão do dia 1 ao fim do mês. Deixei passar, esqueci-me e pau, multa.

Aqui há tolerância zero.
Tem bilhete mas não validou? Multa.
Tem o bilhete, mas deixou o passe em casa? Multa.
Perdeu o bilhete pelo caminho? Multa.
Fez o sentido inverso com o mesmo bilhete? Multa.
Passam 2h05 desde que picou o bilhete (o máximo são duas horas)? Multa.
E não vale a pena reclamar depois, mostrar provas, etc. Flexibilidade e tolerância zero. E quem não paga a tempo, paga mais tarde e com juros! Não se brinca com a BVG, até porque quem acumula três multas sem pagar, vai mesmo a tribunal! Já me disseram que a coisa pode acabar em tribunal, mas isso já me parece demasiado!

Estima-se que por ano, esta malta faça mais de 9 milhões só em multas. Quanto gastam em revisores, eu não sei.

 

Quanto à qualidade do serviço? Discutível, a pontualidade dos autocarros é zero, à noite, então... O sistema é aind a papel, nada modernizado, nem eletrónico, com bilhetes do século I  AC e nas estações de metro há falta de mapas. São também poucas as máquinas e as opções de viagens e, para Berlim, 2,70 euros por viagem é francamente caro. Mas sim, a linha é abrangente, passamos todos bem sem carro. O BVG é possivelmente daquelas coisas que amamos odiar. Até, porque é o local por metro quadrado com mais maluquinhos em Berlim e depois disto, até lhes passei a achar piada!