Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

O que nos vamos lembrar dos Jogos Olímpicos do Rio 2016

A inspiradora equipa dos Refugiados

rio2016.jpg

10 refugiados foram seleccionados pelo Comité Olímpico para competir, constituindo, assim, uma equipa com hino e bandeira próprias. Mais que tudo, valem pelas suas historias de vida e inspiração, como foi o caso da nadadora Síria, que com 19 anos contou como a natação a salvou, quando o barco em que viajava quase afundava e ela, juntamente com a irmã, conseguiram a nado levar a embarcação até terra e salvar a vida dos restantes refugiados!

 

 

A foto que toda a gente partilhou e poucos entenderam

Até ao JO do Rio, existiam regras sobre a roupa dos atletas. Por exemplo, no voleibol de praia não eram aceites os lenços ou uniformes mais cobertos, por assim dizer. Este ano, pela primeira vez, tal foi permitido, aumentando, assim, o número de participantes na modalidade - uma ironia, quando se discute a parvoíce da proibição dos burquinis em França| Mais: segunda as regras da Federação dos Jogos, o equipamento tem de ser igual para toda a equipa. Uma das jogadoras do Egipto jogou sem lenço e normalmente, contou ela, joga também com a típica cuequinha; todavia, a pedido da sua colega Egípcia, ela acedeu e jogou de calças - mas sem lenço. Aqui fica a prova que da tolerância e respeito pelos outros se conquistam coisas boas, na vida como no desporto!

 

 

Como sambar na cara dos inimigos

Por Rafaela Silva

 

 

O Bronze da Telma

 

 

Foi de mim ou houve pedidos de casamento todos os dias?!

 

 

Trabalho chaaaato

 

Fora Temer

"Ai é?" pensaram os brasileiros "não podemos nos manifestar, nem levar cartazes ou protestar livremente?" Pois, não há problema. Se há coisa que não falta ao povo brasileiro, é criatividade, benza-deus!

Triste foi quando uma iraniana levantou um cartaz a reivindicar o direito das mulheres no Irão a entrarem e a assistirem a jogos nos estádios do seu país e a ver o cartaz a ser-lhe retirado, ficou a mensagem.

 

 

Fu: a Chinesa mais fofa de sempre

Foi a mesma que pôs todos a falarem de que, surpresa das surpresas, as atletas também têm menstruação. Ainda mais há que recordar que na China, os produtos de higiene feminina não são nem publicitados na televisão.

 

 

O selfie das duas Coreias

As duas ginastas fofinhas da Coreia do Norte e do Sul, encontraram-se e vai daí, toma disso, um selfie 

Captura de ecrã 2016-08-10, às 12.14.05.png

 

 

 

Ter 19 anos e ter esta maturidade

 

 

O Usain Bolt é maravilhoso (ao cubo)

E o que eu me ri de uma entrevista feita á mãe dele, em que ela dizia que ele devia era pensar em assentar (aka casar)! Mãe é mãe, aqui ou na Jamaica!

Captura de ecrã 2016-08-16, às 17.31.30.png

 

 

As mentiras de Ryan Lochte

"Ai que fui roubado e me apontaram uma arma!" e vai-se a ver não só tinha mentido, como ainda tinha estado envolvido (directa ou indirectamente, ainda está por se saber) na vandalização de uma casa de banho, de uma estação de serviço, após uma noite de copos. As mentiras do nadador dos EUA e medalha de ouro não tiveram fim e, ainda pior, foi ver a desculpabilização: "boys will be boys", "é imaturo",... como? Um tipo de 32 anos arma uma mentira de todo o tamanho, colocando a culpa num país, arrastando os companheiros de equipa e ainda envolve as autoridades policiais é ainda se safa, porque !coitadinho "não sabe o que faz?" Menos, muito menos!

 

 

Adeus!

 

Os jogos foram delas

Screenshot_2016-08-16-21-39-43.png

Nunca nuns jogos se prestou tanta atenção às mulheres. Fosse para denunciar o paternalismo e condescendência com são tratadas pela maioria dos media (e não só) - "a vencedora é mulher de X" ou "muito linda jogando desse jeito" ou "venceu graças ao treinador X"; fosse para expor as diferenças salariais entre eles e elas, assim como o valor dos prémios ou até dos patrocínios; assim como a cobertura fotográfica ou a forma como eram noticiadas as vitorias femininas, inclusive comparando com os feitos masculinos. Foi bom de ver! #feminismo4ever #gogajas

 

 

E Portugal?

portugal rio.png

No fundo mais do mesmo: um país que dá apoio zero ao desporto, onde a Educação Física nem conta para a nota e que se alimenta a futebol, lembrando-se de quatro em quatro anos que existem outros desportos; a ter todas as expectativas do mundo e a ficar frustrado, porque não se ganha nada e ainda acha que tem direito a pedir satisfações - ou seja, nada de novo!

Parabéns a TODOS os atletas, sei que fizeram o melhor que puderam e espero, de coração, que consigam melhores e mais apoios para realizarem os vossos sonhos. Um beijinho à Telma e Nelson, baterás sempre forte cá dentro.

 

 

14 comentários

Comentar post