Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Não, eu não sou rica. E, sim, eu viajo

viajar.png

 

Viajar é um luxo. Um privilégio. Há infinitas coisas mais importantes. Coisas como pagar a conta da luz, encher o frigorífico de comida, assegurar o pagamento da renda,  comprar os livros das escola das crianças. Não discuto isso.

Mas depois é uma questão de escolha. Escolher entre ir ou não ir. De querer ou não querer. Aqui, já se trata de optar entre ter um carro, ir de transportes públicos ou andar a pé ou de bicicleta. Entendo que os transportes são muitas vezes uma caca, mas quantos queixosos procuram opções como a partilha de carro ou têm a iniciativa de iniciar redes de partilha de transportes com vizinhos ou colegas de trabalho?

E quem diz o carro, diz as roupas novas ou a compra de um novo telemóvel, apenas porque o outro não possui a funcionalidade X e Y.

Atenção! Eu acho que acaba um deve gastar o dinheiro como mais lhe convém e mais o faz feliz. Seja a bela da mala Chanel ou resmas de jogos de Playstation. Já que uma pessoa tem de trabalhar, ao menos que retire alguma satisfação do salário.

 

O que me dá comichões é ouvir considerações como “tu és rica” ou “tu podes, porque tens dinheiro” e afins. Tomara eu ser rica, não ter de trabalhar e tomar banhos com notas de 500 euros. À falta disso, tento gerir da melhor forma que sei, o dinheiro que ganho e dando prioridade a uma coisa: VIAJAR. Porque gosto e porque me faz francamente feliz.

 

(Precisamente não ser rica) mesmo em viagem sou poupadinha. Prova disso é que na minha lista de viagens estão muitos países cujo nível de vida é bem mais barato, como a Índia, a Tailândia, o Camboja ou Laos. Destinos de viagem como a Patagónia, a Islândia, Quénia ou EUA continuam em modo stand by.

Durante a viagem também faço por poupar: vou sempre pelo barato, sobretudo no que toca ao alojamento. Evito agências de viagem e pacotes de viagem e, acreditem, só com isso poupa-se muito.

 

Por isso, pessoas queridas, se querem viajar, vão. Se querem a sério, parem com as desculpas. Vejam como poupar dinheiro para viajar e vão. Só custa começar!

32 comentários

Comentar post

Pág. 1/2