Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Matar por amor

amor.jpg

Entendo o desespero, a aflição e o medo. Entendo que há doenças, vozinhas na cabeça incontroláveis e com vontades mais fortes do que a razão. Por vezes, há também ciúme, dependências afectiva. 

No entanto, parece-me importante acabar com esta ideia do "matar por amor", não se mata por amor! Matar não é um gesto romântico. Matar não é justificável, nem aceitável. E o amor, desculpem, mas o não é nada disso!