Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Fui visitar Hamburgo, mas já voltei

 

world-heritage-site-hamburg-speicherstadt-chilehau

 

As coisas que eu descobri:

- Hamburgo tem um dos maiores portos da Europa e o maior da Alemanha, mas não tem mar. Tudo no rio Elba.

- Hamburgo é considerada a cidade mais verde da Alemanha.

- Hamburgo é uma das cidades mais ricas da Alemanha.

- Hamburgo é uma mistura de Genebra, como toques de Amesterdão, sobretudo nas casinhas junto aos canais - uso o diminutivo, porque são fofas. Acreditem, estão bem longe de ser pequeninas. A parte da Red Light fez-me recordar Londres.

- Todos sabemos que há Portugueses por todo o lado e que em Paris ou em Genebra, por exemplo, são comunidades absolutamente massivas. Diz-se que Paris tem mais Portugueses do que Lisboa, não é? No entanto, em nenhuma destas cidades, eu encontrei uma comunidade portuguesa tão expressiva como em Hamburgo. Há imensos restaurantes portugueses em Hamburgo, assim como cafés, padarias ou pastelarias. E não, não estão em bairros de subúrbio ou em zonas feias. Bem, pelo contrário. O que eu me ri quando na Transmontana, ouvia os alemães a pedir “1 (ein) galau”, ou seja, “um galão”. Tudo indica que em Hamburgo galão já virou palavra alemã :)

- Fiquei completamente rendida ao bairro de St. Pauli. Lindinho, fofinho, com grafittis, por todo o lado. A arte urbana é boa e está bem de saúde por Hamburgo.

- A arquitectura de Hamburgo é simplesmente deslumbrante, apesar de ter aquela ar bem industrial, os edifícios são leves e estão bem conjugados. Indo de barco (apanhei um ferry, porque sai bem mais barato do fazer uma tour em Hamburgo) e fomos dar a uma parte linda da cidade, uma praia fluvial, com casas enormes, modernas e antigas, com jardins lindos. E o verde, senhores, aquele verde!

- Depois em Hamburgo há cafés bons. E esplanadas simpáticas. Mais, há boa pastelaria (só aqui no estômago da menina, foram digeridos dois pasteis de natas e dois croissants, em três dias) e há muito peixinho… e grelhado! Algo que até agora na Alemanha, ainda não tinha visto.

- O tempo em Hamburgo deve ser fo… lixado, mas correu-nos bem. Ora abria um sol quentinho, ora chuva; mas tudo suportável.

- Outra vantagem de Hamburgo, pelo menos em relação a Berlim, é que é mais pequeno, ou seja, pode-se caminhar para todo o lado.

 

Gostei mesmo da cidade! Passei o tempo todo a pensar “e se…., e se vivesse aqui?”

Há alguém por aí que me pode dizer como é a vida em Hamburgo?

6 comentários

Comentar post