Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Brasil e Franca e as diferenças dos protestos

wearefuckingangry.jpg

Se houve coisa que sempre admirei nos franceses, foi a sua capacidade de união e protestar. Não estamos aqui a discutir lados, quem tem ou não razão, mas gosto desta coisa combativa e de ver gente que vai à luta, em vez de encolher os ombros.

Entendo que em muitos protestos as coisas podem descambar e que são necessários dois para dançarem o tango, mas o que aconteceu ontem em França, onde é ateado fogo a um carro de um polícia, com um agente dentro... bem nada, mas nada pode justificar isso. Estes anormais que o fizeram não representam os franceses, nem os representantes, mas mesmo assim é totalmente censurável o que aconteceu.


Ao mesmo tempo, no Brasil, os protestos não cessam. Desta vez, não se fala tanto disso nos meios de comunicação convencionais, porque a própria rede Globo não os difunde - não lhe interessa! Mas depois da extinção do Ministério da Cultura do novo Governo interino do Brasil (nojinho de gente), vários gabinetes, assim como o ministério foram ocupados por "essa gente da cultura".
Os manifestantes entram, tocam, cantam e berram muito #vaiBrasiu #tamoJunto