Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

Maria vai com todos

Estórias. Histórias. Pessoas. Sítios. Viagens. Istambul. Riga. Cinco anos em Madrid. E agora Berlim.

As imagens de protestos mais icónicas

Liberdade, Igualdade e Fraternidade em 1789

 A Revolução Francesa, claro está! A mãe de todas as revoluções. A base do que mais preservamos, mesmo tantos séculos depois: igualdade, liberdade e fraternidade. Também triste, por pensar que tantos anos depois ainda não é uma conquista, mas uma luta diária! E aí está ela, linda e poderosa, sem pudores, sobrepondo-se a armas ou aos mais privilegiados!

 

 

 Rose Parks, 1955

Rose Parks foi a costureira que se recusou a dar o seu lugar num autocarro dos EUA. Detalhes: ela era negra, o homem que reedificava o lugar (por direito) era branco e estávamos em 1955. Nesta altura, nos Estados Unidos vigoravam as leis da segregação. Rose foi a gota de água de um movimento que estabeleceu, no papel pelo menos, o direito à igualdade de todos os cidadão e que terminou com as medidas segregacionista vigentes na época - por exemplo: brancos e negros não usavam as mesmas casas-de-banho ou frequentar as mesmas universidades. 

No outro dia li, que a primeira actriz negra a ganhar um Oscar (1940), a actriz Hattie McDaniel, que interpretava a ama/empregada de Vivien Leigh, a Miss Scarlet de E Tudo o Vento Levou, durante uma cerimónia estava sentada numa pesa à parte e não na mesa principal, onde estavam sentados os atores do filme.

 

 

Jogos Olímpicos, 1968

black power.jpg

E treze anos acontece isto, recordando ao mundo que nada mundo. Continuava existir racismo e opressão!

 

 

25 de Abril, 1974

25 abril.jpg

Eu acho sempre que romantizamos mais o 25 de Abril, do que aquilo que foi na realidade. Mais do que tudo, foi uma revolução militar, de gente fartinha da Guerra Colonial - e com razão. Mas caramba, há algo de bonito em conseguir derrubar todo um sistema fascista, sem mortes pelo meio e com flores na lapela e nos canos das pistolas. Viva o 25 de Abril! Viva a revolução! Viva!

 

 

Sunday Bloody Sunday, 1983

irlanda do norte.jpg

Não sei se a foto foi tirada nesse domingo tão sangrento, nem nesse ano. Mas representa a luta pela independência da Irlanda do Norte. E sobre isso, os U2 é que sabem!

 

 

Tiananmen, 1989

1989, na China, um jovem anónimo fica em frente aos tanques da Partido Comunista chinês, obrigando-os a desviarem-se. Os tanques dirigiam-se à Praça Tiananmen com o objectivo de colocar um ponto final às manifestações pacíficas, contra o governo Chinês, acusado de corrupção e opressão.
Cerca de 800 mil pessoas morreram, a imprensa internacional foi expulsa da China e a repressão continuou, mas depois desta foto, o mundo não pode ignorar mais o que se passava na China. 

Para mim, esta é das fotografias mais bonitas de sempre. Imagino, este senhor a acordar para mais um dia, a ir trabalhar e a voltar para casa. Pelo caminho, ainda vai às compras, quando se dá conta da parada. E manifesta-se. Assim, de simples e de fácil!